A educação escolar no início da colonização do Norte do Paraná: a Escola Bratislava, de Cambé (1936-1948)

Cézar de Alencar Arnaut de Toledo, Isabel Francisco de Oliveira Barion

Resumo


O tema deste texto é a educação escolar no início da colonização do Norte do Paraná. Para tal, é apresentada a história de uma escola rural na região de Cambé, a Escola Bratislava, que foi fundada no ano de 1936. A investigação está situada no campo da História e da Historiografia das Instituições Escolares. O objetivo do trabalho é reconstruir a história e a memória da Escola Bratislava, por meio do levantamento e da análise de fontes e informações, no intuito de contribuir não só com a preservação da memória da instituição, mas também com o estudo da história das instituições escolares da região, para isso, foram utilizadas fontes documentais e iconográficas, analisadas a partir do método que relaciona o singular com o geral, fazendo uma análise de contexto. A reconstituição da história da Escola Bratislava permite afirmar que a educação escolar oferecida pela instituição aconteceu em meio há um processo de resistência, por parte dos moradores, às políticas nacionalistas da Era Vargas (1930-1945). Os moradores da região viam na instituição a oportunidade de preservar a identidade étnica do grupo. Entretanto, as políticas de nacionalização se fizeram presentes na colônia, o que culminou com a municipalização da instituição no ano de 1944, a qual, ao ser assumida pelo poder público, tornou-se uma porta-voz dos ideais patrióticos e do projeto nacionalista do Governo Vargas (1930-1945). Assim, a maneira como a escola estava organizada fez dela uma instituição de referência, o que permitiu a sua permanência até o presente momento numa região em crescente expansão urbana.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3828.2015v4n1p35-46


Indexada em: