A aritmética de Lourenço Filho dada a ler em “Aprenda por si!”

Márcia Guedes Soares

Resumo


O artigo analisa a aritmética de Lourenço Filho em Aprenda por si!, uma série graduada de exercícios de aritmética, publicada pela Biblioteca de Educação da Companhia Melhoramentos entre 1941 e 1953. Este educador brasileiro cujo nome é associado ao movimento renovador da Escola Nova no Brasil, em sua formação e atuação profissional, tem experiência com a pedagogia como arte de ensinar e como escola ativa. Investigamos as dinâmicas de transformações de um saber escolar e seus reflexos na materialidade da escola, em especial no que envolve as práticas de exercícios de aritmética na escola primária. Nossa pesquisa aponta uma linha tênue de continuidade relacionada ao método de ensino, nesse momento de ruptura com a pedagogia que predominava em São Paulo até a década de 1920. Para a produção de seu livro didático para o ensino de aritmética, Lourenço Filho traz prescrições encontradas na Nova Metodologia da Aritmética de Edward Lee Thorndike (1936), presentes na forma gráfica e na apresentação do material. Porém, os exercícios propostos, muito se assemelham às orientações de Oscar Thompson em seu artigo Arithmetica escolar, publicada em revista pedagógica da Escola Normal de São Paulo, em 1895. Assim, os resultados indicam uma prática de apropriação de Lourenço Filho que põe em cena um processo de hibridação das redes de relações que o constituíram.

Palavras-chave


Aritmética. Lourenço Filho. Livro didático. Arte de ensinar. Escola Ativa.

Texto completo:

PDF

Referências


BASTOS, Maria Helena Camara. Do quadro negro à lousa digital: a história de um dispositivo escolar. Cadernos de História da Educação, v.4, 2005. Disponível em: .

BASTOS, Maria Helena Camara; CAVALCANTI, Maria Juraci Maia (orgs.). Álbum com Pequenos Trabalhos de Pedagogia as normalistas da Escola Normal do Ceará e a pedagogia da Escola Nova (1923). Santa Maria, RS Centro Universitário Franciscano, 2011. CD.

CARVALHO, Marta Maria Chagas de. Modernidade Pedagógica e Modelos de Formação Docente. São Paulo Perspectiva, v. 14, n. 1. São Paulo, jan./mar., 2000. Disponível em: .

______. Por uma história cultural dos saberes escolares, in A escola e a república e outros ensaios. Bragança Paulista/SP: EDUSF, 2003.

CARVALHO, Marta Maria Chagas; TOLEDO, Maria Rita de Almeida. A biblioteca de educação de Lourenço Filho: uma coleção a serviço de um projeto de inovação pedagógica. Sorocaba/ SP: QUAESTIO – Revista de Estudos de Educação, v. 8, n.2, p.47-62, novembro, 2006.

CHARTIER, Roger. A história cultural – entre práticas e representações. Lisboa: Difel; Trad. Maria Manuela Galhardo. Rio de Janeiro: Bertrand Brasil, 1991.

______. A historia ou a leitura do tempo. Tradução de Cristina Antunes. Belo Horizonte. Autêntica, 2009.

CHERVEL, André. História das disciplinas escolares: reflexões sobre um campo de pesquisa. Artigo inicialmente publicado em Paris/França, na Revista Histoire de l´éducation, n. 38, maio de 1988. Trad. Guacira Lopes Louro. [s.n.].

DE CERTEAU, Michel. A invenção do cotidiano: artes de fazer. Petrópolis, RJ: Vozes, 1998.

______. A escrita da história. Rio de Janeiro: Forense Universitária. 2ª

edição, 2002.

ESCOBAR, José Ribeiro. O ensino de matemática. Revista de Educação. São Paulo: Diretoria do ensino do estado, março, v. 5, n.5, 1934.

FREIRE, Maria José Burlamaqui. Metodologia da aritmética. In BASTOS, Maria Helena Camara; CAVALCANTI, Maria Juraci Maia (orgs.). Álbum com Pequenos Trabalhos de Pedagogia as normalistas da Escola Normal do Ceará e a pedagogia da Escola Nova (1923). Santa Maria, RS Centro Universitário Franciscano, 2011. CD.

HEBRARD, Jean. A lição e o exercício: algumas reflexões sobre a história das práticas escolares de leitura e escrita. Santa Maria/RS: Educação, v.32. n.1, p.11-20, 2007. Disponível em: .

LOURENÇO FILHO, Manoel Bergström Aprenda por si! Série A. São Paulo, Editora Melhoramentos, 1941. In: VALENTE, Wagner Rodrigues (org.) A educação matemática na escola de primeiras letras: um inventário de fontes. São Paulo: FAPESP, 2010. DVD.

______. Aprenda por si! Série B. São Paulo, Editora Melhoramentos, 1942. In: VALENTE, Wagner Rodrigues (org.) A educação matemática na escola de primeiras letras: um inventário de fontes. São Paulo: FAPESP, 2010. DVD.

LOURENÇO FILHO, Ruy. Cronologia e biobibliografia: Professor M.B. Lourenço Filho. Fundação Cesgranrio, 1996.

LOURENÇO FILHO, Ruy e MONARCHA, Carlos. Manoel Bergström Lourenço Filho – Tendências da Educação Brasileira. 2ª ed. Brasília, Inep/MEC, 2002.

MARQUES, Josiane Acácia de Oliveira. Manuais Pedagógicos e as orientações para o ensino de matemática no curso primário em tempos de Escola Nova. Dissertação de mestrado. Universidade Federal de São Paulo, escola de Filosofia, Letras e ciências Humanas, 2013.

MONARCHA, Carlos e LOURENÇO FILHO, Ruy. Por Lourenço Filho: uma biobliografia. Brasília - Distrito Federal: Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais, 2001.

MONARCHA, Carlos. Brasil arcaico, escola nova: ciência, técnica & utopia nos anos 1920-1930. São Paulo: UNESP, 2009.

______. Lourenço Filho. Recife/PE: Coleção Educadores, MEC/Fundação Joaquim Nabuco/Massangana, 2010. Disponível em: .

SANTOS, Ivanete Batista dos. Edward Lee Thorndike e a conformação de um novo padrão pedagógico para o ensino de matemática (Estados Unidos, primeiras décadas do século XX). São Paulo: PUC, 2006. Disponível em: .

SOUZA, Rosa Fátima de. Inovação Educacional no século XIX: a construção do currículo da escola primária no Brasil. Cadernos Cedes. Campinas/SP, ano 20, n.51, novembro, 2000.

THOMPSON, Oscar. Arithmetica Elementar. Revista Eschola Pública: ensaio de pedagogia prática. São Paulo: Paulista, 1895.

THORNDIKE, Edward Lee. A nova metodologia da aritmética. Porto Alegre, Edições Globo, 1936. In: VALENTE, Wagner Rodrigues (org.) A educação matemática na escola de primeiras letras: um inventário de fontes. São Paulo: FAPESP, 2010. DVD.

VALENTE, Wagner Rodrigues. A metodologia da Aritmética nas Anotações de Aulas de Lourenço Filho. in: BASTOS, M. H. C.; CAVALCANTE, M. J. M. (Orgs.) O curso de Lourenço Filho na Escola Normal do Ceará. Campinas, SP: Alínea Editora, 2009.

______. A Matemática na formação do professor do ensino primário: São Paulo, 1875-1930. São Paulo: Annablume, FAPESP, 2011.

______. Lourenço Filho e a matemática da Escola Nova. Projeto de Pesquisa, FAPESP, 2012.

WARDE, Mirian Jorge. O itinerário de formação de Lourenço Filho por descomparação. Revista Brasileira de História da Educação, v. 3, n. 1 [5] jan./jun. 2003. Disponível em: .




DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3828.2015v3n2p67-76


Indexada em: