O METHODO ANALYTICO INTUITIVO NA ESCOLA PRIMARIA ESPIRITO-SANTENSE E O DISCURSO DE CARLOS ALBERTO GOMES CARDIM

Moysés Gonçalves Siqueira Filho

Resumo


Trata de uma pesquisa histórico-documental, de cunho qualitativo. Objetiva identificar nos textos de leis e decretos os discursos inseridos na reforma da instrução publica capixaba, organizada pelo professor Carlos Alberto Gomes Cardim, a convite de Jerônymo de Souza Monteiro, Presidente do Estado do Espírito Santo de 1908 a 1912. Identifica a importação dos ideais da reforma educacional promovida no Estado de São Paulo, logo após a Proclamação da República. Considera as providências, tomadas por meio de uma série de Decretos, que o legitimariam agir sob os discursos da pedagogia moderna, sobretudo, com relação à formação dos professores primários, modificando programas de treinamento e metodologia de ensino. Conclui que a partir do methodo analytico e do processo intuitivo, inicialmente, utilizados para a leitura e escrita, desenvolveram-se as matérias que compunham o ensino das escolas primárias, dentre elas, Aritmethica, Geometria e Desenho.

Palavras-chave


História da Educação Matemática. Grupo Escolar. Gomes Cardim. Ensino Primário.

Texto completo:

PDF

Referências


Fontes Primárias

CARDIM, Carlos Alberto Gomes. Relatório apresentado ao Exmo. Snr. Dr. Jeronymo de Souza Monteiro. Presidente do Estado do Espírito Santo pelo Snr. Inspector Geral do Ensino Carlos A. Gomes Cardim em 28 de julho de 1909. Victória: Imprensa Oficial, 1909a. Acervo: APEES. Disponível em . Acesso em: abril/2014.

______. Acta apresentada ao Exmo. Snr. Dr. Jeronymo de Souza Monteiro pelo Snr. Inspector Geral do Ensino Carlos A. Gomes Cardim na sessão de encerramento dos trabalhos do Congresso Pedagógico Espírito-Santense. Victória: Imprensa Oficial, 1909b. Acervo: APEES. Disponível em . Acesso em: abril/2014.

ESPÍRITO SANTO. Programma de ensino para a escola Modelo e Grupos Escolares. Decreto nº. 118, 11 jul. 1908. Diario da Manhã. Victoria, 1908. Acervo: FBN - Hemeroteca Digital. Disponível em: . Acesso em: agosto/2014.

______. Decreto nº. 166, 05 set. 1908. Diario da Manhã. Victoria, 1908. Acervo: FBN - Hemeroteca Digital. Disponível em: . Acesso em: agosto/2014.

______. Lei nº 545, 16 nov. 1908. Victoria, 1908. Acervo: APEES. Disponível em . Acesso em: abril/2014.

______. Regulamento da Instrucção Publica primaria e secundaria do Estado. Decreto nº. 230, 02 fev. 1909. Diario da Manhã. Victoria, 1909. Acervo: FBN - Hemeroteca Digital. Disponível em: . Acesso em: agosto/2014.

______. Decreto nº. 43, 05 mar. 1910. Diario da Manhã, Victoria, 1910a. Acervo: FBN - Hemeroteca Digital. Disponível em: . Acesso em: agosto/2014.

______. Programmas de ensino dos grupos escolares e da Escola Modelo annexa á Escola Normal. Decreto nº. 43, 05 mar. 1910. Diario da Manhã, Annexo nº 2. Victoria, 1910b. Acervo: FBN - Hemeroteca Digital. Disponível em: . Acesso em: agosto/2014.

OLIVEIRA, Deocleciano Nunes de. Relatório apresentado Exmo. Snr. Dr. Jeronymo de Souza Monteiro. Presidente do Estado do Espírito Santo pelo Snr. Inspector Geral do Ensino Deocleciano Nunes de Oliveira em 30 de julho de 1910. Victória: Imprensa Estadual, 1910. Acervo: APEES. Disponível em . Acesso em: abril/2014.

Fontes Secundárias

BRAGANÇA, Aníbal. A política editorial de Francisco Alves e a profissionalização do escritor no Brasil. In: ABREU, Márcia. (ORG). Leitura, história e história da leitura. Campinas: Mercado de Letras, Associação de Leitura do Brasil, São Paulo: Fapesp, 2000.

GRISI, Rafael. O ensino da leitura: o método e a cartilha. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 1946.

HALLEWELL, Laurence. O livro no Brasil: sua história. São Paulo: Edusp, 2.ed., rev. e ampl., 2005.

MIORIM, Maria Angela. Introdução à História da Educação Matemática. São Paulo: Atual, 1998.

MORTATTI, Maria Rosário Longo. Os Sentidos da Alfabetização: São Paulo 1876/1994. São Paulo: Unesp, 2000.

PAIXÃO, Fernando. Momentos do livro no Brasil. São Paulo: Àtica, 1998.

RAZZINI, Márcia de Paula Gregório. São Paulo: cidade dos livros escolares. In: Bragança, Aníbal; ABREU, Márcia. Impresso no Brasil: dois séculos de livros brasileiros. São Paulo: Editora Unesp, 2010.

RIBEIRO, Neucinéia Rizzato. Um estudo sobre a leitura analytica (1896) de João Köpke. Revista de Iniciação Científica da FFC, v. 5, n.1/2/3, p. 12-29, 2005.

SOUZA, Rosa Fátima de. Inovação educacional no século XIX: a construção do currículo da escola primária no Brasil. Cadernos Cedes, ano XIX, n. 51, novembro/2000.

WARDE Miriam Jorge; PANIZZOLO, Cláudia. As fontes do método analítico de leitura de João Köpke (1896 -1917). Pelotas: História da Educação, ASPHE/FaE/UFPEL, v.14, n. 30, p. 127-151, Jan/Abr 2010. Disponível em: . Acesso em abril/2014.




DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3828.2015v3n2p33-42


Indexada em: