O livro didático e a circulação do conhecimento: uma análise da questão ambiental na geografia escolar

Márcia Eliane Silva Carvalho, Jussara Nascimento Cunha, Liliane de Jesus Dias, Lucas Lima, Vanilza da Costa Andrade

Resumo


A circulação do conhecimento tem como um dos espaços formais de ocorrência a instituição escolar. Nestes espaços, o livro didático tem 
sido tomado como um grande aliado dos docentes e discentes, pois nele estão sistematizados os saberes historicamente acumulados pela ciência. Nessa perspectiva, o presente artigo tem por objetivo analisar como circula o conhecimento acerca da temática ambiental em livros didáticos de geografia do ensino fundamental, antigas 5ª a 8ª séries. Para atingir os objetivos propostos esta pesquisa foi baseada na abordagem qualitativa, sendo dividida em dois momentos: levantamentos bibliográficos e analisadas de duas coleções didáticas. Na coleção Geografia, Homem e Espaço as questões ambientais predominam nos de textos complementares. Na coleção Geografia, Sociedade e Cotidiano a questão ambiental é tratada em capítulos específicos, ou seja, os autores discutem e sugerem medidas para preservação/conservação dos recursos naturais. De modo geral, a questão ambiental nos livros analisados, instiga os 
professores e alunos para discussão dos problemas locais, através de textos e atividades complementares. Mas recai sobre o docente permitir esta leitura. Sendo assim, as duas coleções analisadas apresentam a temática de forma a possibilitar a circulação do conhecimento sobre a temática ambiental, mas para isso é necessário o engajamento e comprometimento do professor para desenvolver discussões e projetos que retratem os problemas ambientais da atualidade.

Palavras-chave


Circulação do conhecimento; Livro Didático; Temática Ambiental; Ensino de Geografia

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3828.2014v2n2p57-65


Indexada em: