INCLUSÃO ESCOLAR NA REGIÃO NORTE DO BRASIL: um mapeamento do atendimento educacional especializado nos estados do Amazonas, Rondônia e Pará

Aline Roberta Tacon Dambros, Nerli Nonato Ribeiro Mori

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo traçar o perfil dos educadores e do atendimento de alunos com Necessidades Educativas Especiais (NEE) nos estados do Amazonas, Rondônia e Pará. Utilizamos no trabalho de campo a possibilidade social e dialógica de observar a realidade. Desta forma, para a viabilização da pesquisa aplicamos um questionário estruturado respondido por 118 professores da rede municipal e estadual de ensino. O estudo de campo nos permitiu aferir quanto a distribuição da classe docente por sexo, faixa etária, graduação inicial, pós-graduação já concluída, dependência administrativa, local de atuação profissional e escolas que possuem o serviço do Atendimento Educacional Especializado. Se considerarmos a história e os movimentos de luta pela igualdade de educação para todos, afirmamos que um grande passo já foi consolidado, a garantia de que todos os alunos com NEE tenham acesso a um ambiente escolar. Portanto, acreditamos que o novo desafio a ser alcançada pela educação inclusiva é garantir a permanência do aluno com deficiência em estrutura escolar pública.


Palavras-chave


Políticas Públicas; Educação Especial; Inclusão Escolar.

Texto completo:

PDF

Referências


ALVES-MAZZOTTI, A.J; GEWANDSZNAJDER, F. O método nas ciências naturais e sociais: pesquisa quantitativa e qualititativa. São Paulo; Ed. Pioneira Thomson Learning, 2002.

CHIZZOTTI, A. Pesquisa em ciências humanas e sociais. 4. ed. São Paulo: Cortez, 2000.

DAMBROS, A. R. T ; NETO, D.G ; SIERRA, D. B ; MORI, N. N. R . A educação profissional de nível médio no Paraná e a inserção da pessoa com deficiência no mundo do trabalho: reflexões acerca da formação mercadológica. In: Congresso Brasileiro Multidisciplinar de Educação Especial. Anais. Londrina: UEL, 2011, 1-11.

GODINHO, T. et al. Trajetória da Mulher na Educação Brasileira 1996-2003. Brasília: Instituto de Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira, 2005.

GOULART, A. M. P. L; MORI, N. N. R. A investigação do processo de leitura e escrita sob a perspectiva histórico-cultural. In: MACIEL, L.S.B; MORI, N.N.R.(Orgs). Pesquisas em Educação: Múltiplos olhares. Maringá: EDUEM, 2009.

MENDES, E. G. A radicalização do debate sobre a inclusão escolar no Brasil. Revista Brasileira de Educação. V. 11. n.33. 2006.

NOSELLA, P. Ensino Médio: em busca do principio pedagógico. VI Colóquio de Pesquisa sobre Instituições Escolares – LIPHIS do PPGE da UNINOVE-SP, 2008.

SFORNI, Marta Sueli. Escola pública e feminização docente: da instrução à educação. Revista de Teoria e prática da Educação. Maringá. V.8. n.3. Set/Dez 2005.

VYGOTSKY, L.S. Obras Escogidas V Fundamentos da defectologia. Madrid: Visor Distribuciones,1997.

VYGOTSKY, L.S. A Construção do Pensamento e da Linguagem. Tradução Paulo Bezerra. 2ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2009.

LEONTIEV, A.N. O desenvolvimento do psiquismo. Lisboa; Livros Horizonte, 1979.




DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3828.2015v3n3p33-42


Indexada em: