Os intelectuais e a construção da esfera pública literária em Portugal: o papel de Luis António Verney e seu verdadeiro método de estudar (1746)

Vanessa Campos Mariano Ruckstadter, Cézar de Alencar Arnaut de Toledo

Resumo


O objetivo deste artigo é analisar o papel dos intelectuais na formação da esfera pública literária em Portugal no século XVIII e sua relação com a educação. Para tanto, será considerada a trajetória intelectual do estrangeirado português Luis António Verney (1713-1792) e sua polêmica obra, o conjunto de cartas intitulado Verdadeiro Método de Estudar, publicada em 1746. O caminho deste texto será apresentar uma discussão acerca do papel do intelectual no século XVIII, no contexto do Iluminismo, em especial, do Iluminismo em Portugal. Esta análise também perpassa uma discussão sobre o conceito de opinião pública, bem como o diálogo estabelecido entre Verney e demais intelectuais portugueses do século XVIII.

 

 

 


Palavras-chave


história da educação; século XVIII; portugal; esfera pública literária; intelectuais; Luis António Verney

Texto completo:

PDF

Referências


ARAÚJO, A. C. A Cultura das Luzes em Portugal: temas e problemas. Lisboa: Horizonte, 2003.

BOTO, C. A dimensão iluminista da reforma pombalina dos estudos: das primeiras letras à universidade. Revista Brasileira de Educação. Rio de Janeiro. ANPED. v. 15. N. 44. Maio/ago. 2010, p. 282-299.

CHAUÍ, M. Prefácio. In: NASCIMENTO, M. M. do. Opinião Pública e Revolução. São Paulo: Nova Stella, EDUSP, 1989, p. 13-19.

CUNHA, Luís (Dom). Testamento político de D. Luis da Cunha. São Paulo: Alfa-Ômega, 1976.

CURADO, A. L.; CURADO, M. Prefácio. VERNEY, Luis Antonio. Cartas Italianas. Lisboa: Sílabo, 2008, p. 09-29.

DE ANDRADE, António Alberto. Vernei e a cultura do seu tempo. Coimbra: Acta Universitatis Conimbrigensis, 1966.

FONSECA, Thais Nivia de Lima e. Letras, ofícios e bons costumes: civilidade, ordem e sociabilidades na América Portuguesa. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.

NASCIMENTO, M. M. do. Opinião Pública e Revolução. São Paulo: Nova Stella, EDUSP, 1989.

HABERMAS, J. Mudança estrutural da esfera pública: investigações quanto a uma categoria da sociedade burguesa. Trad. Flávio R. Kothe. 2ª ed. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 2003.

OPINIÃO (Verbete) Disponível em: http://artflx.uchicago.edu/images/encyclopedie/V11/ENC_11-506.jpeg. Consulta realizada em 17 Set. 2012.

RIBEIRO SANCHES, A. Cartas sobre a educação da Mocidade. Universidade da Beira Interior Covilhã – Portugal, 2003. Disponível em: http://www.estudosjudaicos.ubi.pt/rsanches_obras/cartas_educacao_mocidade.pdf. Acesso em 09 Abr. 2012.

VERNEY, L. A. Carta ao Amigo do Coração. (1753). In: DE ANDRADE, António Alberto. Filósofos Portugueses do Século XVIII. Lisboa: Edições da Revista Filosofia, 1958, p. 05-36.

VERNEY, L. A. O Verdadeiro Método de Estudar. Vol. 1 (Cartas I-IV). Lisboa: Sá da Costa, 1949.

VERNEY, L. A. O Verdadeiro Método de Estudar. Vol. 3. (Cartas VIII-XI). Lisboa: Sá da Costa, 1950.




DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3828.2014v2n3p211-218


Indexada em: