AS MEMÓRIAS DE UM GRUPO DE PROFESSORES APOSENTADOS SOBRE SUAS FORMAÇÕES E AS PRÁTICAS PEDAGÓGICAS EM RONDONÓPOLIS MT.

Vera Maria Santos

Resumo


O presente trabalho tem como objetivo discutir as trajetórias de formação e das práticas pedagógicas de um grupo de professores de Geografia aposentados. O método de estudo utilizado foi a pesquisa qualitativa com a metodologia de trabalho fundamentado na História Oral. A técnica de coleta das informações se deu com a gravação de depoimentos, e o recorte para o estudo se subdivide em três pontos bem definidos: o primeiro espacial, o município de Rondonópolis – Mato Grosso, Brasil; o segundo, a rede pública de ensino e o terceiro, professores aposentados com idade acima dos sessenta anos. Os resultados apresentam a formação dos professores, em um ensino tradicional com a memorização dos conteúdos, prática fundamentada nas orientações curriculares da época.

 


Palavras-chave


Ensino. Geografia. Currículo

Texto completo:

PDF

Referências


BOSI, Ecléa. Memória e sociedade: lembrança dos velhos, 15. Ed. São Paulo: Companhia das Letras, 1994.

BRITO, Marilza Elizardo. Memória e cultura. In: cadernos da memória da eletricidade. Centro de memória da eletricidade no Brasil, Rio de Janeiro: 1998. P, 3–20.

DELGADO, Lucília de Almeida Neves. História oral: memória, tempo, identidade. 2. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2010.

FREIRE, Paulo; SHOR Ira. Medo e ousadia: o cotidiano do professor. 13. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2011.

FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. Rio de janeiro: Paz e Terra, 41. ed. 2005.

FONTOURA, Maria Madalena. Fico ou vou – me embora? In: NÓVOA, Antônio. (Org.). Vida de professores. 2. ed. Porto: Porto. 2007. p. 171–197. (Coleção ciência da educação).

GOODSON, Ivor F. Dar voz ao professor: as histórias de vida dos professores e o seu desenvolvimento profissional. IN: Nóvoa Antônio (Org.). Vida de professores. Coleção ciência da educação, 2. Ed. Porto Portugal: Porto. 2007. Cap. 3, p. 63 – 78.

GUIMARÂES, Dulci Maria Pamplona. Memória e história oral. In: Revista DIALOGUS, n. I. Ribeirão Preto: 2005. p. 11-18. V. 1.

HALBWACHS, Maurice. A memória coletiva. Tradução SIDOU, Beatriz. São Paulo: Centauro. 2006.

LEITE, Gervásio. Um século de Instrução Pública. Goiânia: Rio Bonito, 1970.

NÓVOA, António. Os Professores e a as histórias de suas vidas. In: Nóvoa (Org.). Vida de professores. 2. ed. Porto: Porto. 2007. Cap. 1, p. 11 – 30. (Coleção ciência da educação).

PORTELLI, Alessandro. Memória e diálogo: desafios da história oral para a ideologia do Século XXI. In: FERREIRA. Marieta de Moraes. (Org.). Desafios para o século XXI. Rio de Janeiro: Fiocruz casa de Osvaldo Cruz - CPDOC – Fundação Getúlio Vargas, 2000. Cap. 4, p. 67–71.

OLIVEIRA, Ariovaldo Umbelino de & PONTUSCHKA, Nidia Nacib Geografia em Perspectiva. SP. Contexto, 2002. P, 187 a 194.

QUEIROZ, Maria Isaura Pereira de. Experimento com história de vida (Brasil – Itália), Revistas dos Tribunais Ltda. São Paulo 1988.

SILVA, Tomaz Tadeu da. Documentos de identidades: uma introdução as teorias do currículo. 3. ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2011.




DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3828.2016v4n3p9-18


Indexada em: