Histórico da agressividade e violência nas escolas públicas e particulares no Brasil

Jean Carlos Müller da Silva, Eliane de Souza Schottz

Resumo


Este trabalho tem por objetivo trazer ao leitor uma definição da temática violência escolar, bem como compreender os mecanismos pelos quais ocorrem, identificando os autores, coautores e vítimas envolvidas, além dos ambientes em que ocorrem. A partir disso, traçar medidas de controle para essa epidemia que tem protagonizado os jornais e telejornais, com casos cada vez mais inusitados de agressão. Para tornar possível o presente estudo, adotou-se a tipologia de prática de pesquisa documental, trazendo e analisando as ideias de alguns autores estudiosos do tema. Através de um conjunto de pensamentos foi possível traçar mecanismos que permitam o controle ou até mesmo a erradicação dos casos de violência nas escolas. Procura-se mostrar, também, o papel do professor nesse combate ao problema que vem afetando o país desde os tempos mais remotos, destaca-se ainda, a necessidade de um preparo adequado do educador para enfrentar a problemática, evitando que o mesmo se atenha apenas ao ensino de sua disciplina, estimulando uma maior interação entre professores e alunos e provar que somente assim é possível resolver ou amenizar a situação.


Palavras-chave


Violência escolar; Bullying; Professores

Texto completo:

PDF

Referências


BRASIL. Ensino fundamental de nove anos: Orientação para a inclusão da criança de seis anos de idade. Brasília: Ministério da Educação, 2007.

BRASIL. Projeto de Lei do Senado nº 191 de 2009. Brasília: Senado Federal, 2009. Disponível em . Acesso em: 15 abr. 2013.

CELLI, M. A. E.. Violência nas escolas: versão resumida. Brasília: UNESCO, 2003.

DALKA, C. A. Ferrari; VECINA, Tereza C. C.. O fim do silêncio na violência familiar: Teoria e Prática. São Paulo: Ágora, 2002.

FANTE, Cleo. Aprendendo a prevenir o bullying na escola: Campanha Aprender sem Medo. Maranhão: Plan Brasil, 2010.

MARRA, Cecília Auxiliadora dos Santos. Violência escolar: a percepção dos atores escolares e a repercussão no cotidiano da escola. São Paulo: Annablume, 2007.

O Aumento da violência escolar. O Estado de São Paulo, São Paulo, 26 fev. 2013. Opinião. Disponível em . Acesso em: 20 abr. 2013.

RUOTTI, Caren. Violência na escola: um guia para pais e professores. São Paulo: Andhep, 2006.




DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-3828.2014v2n2p121-136


Indexada em: