A FRAGMENTAÇÃO DA INFÂNCIA: UMA REALIDADE DE CRIANÇAS VÍTIMAS DA VIOLÊNCIA DOMÉSTICA

Acácia Gardênia Santos Lelis, Kátia Cristina Santos Lelis

Resumo


O presente artigo analisa a questão da violência doméstica contra crianças e adolescentes, que tem como consequência a fragmentação da infância ao acarretar a violação dos direitos humanos. A violência intrafamiliar é um fenômeno recorrente na atualidade, em todos os níveis sociais, demandando um conhecimento científico que possibilite um sistema de proteção à criança em situação de risco e de desamparo. A violência contra a criança e adolescente é fruto de uma sociedade sempre voltada a uma educação repressora, formadora indivíduos desprovidos de identidade, de liberdade e de dignidade. O presente trabalho enfoca o dano infância provocado pela violência doméstica e intrafamiliar, e compreende que essa acarreta fragmentação da infância com alternância entre momentos raros da singeleza da infância e cenas marcantes de desamparo e crueldade praticados por quem tinha o dever de cuidar. Traz como conclusão teórica a importância do estudo sobre o tema que possibilita o conhecimento prévio e a identificação do problema possibilitando, assim, ações preventivas eficazes. Para a realização do presente estudo foi utilizado o método dialético, com uma abordagem qualitativa, através de pesquisa exploratória, que proporcionou aprofundamento do tema.


Palavras-chave


Crianças e adolescentes; Direitos humanos; Violência Doméstica.

Texto completo:

PDF


DOI: http://dx.doi.org/10.17564/2316-381X.2014v2n3p33-43