Educação de surdos: novas formas de ensinar.

Ana Luiza Pinto, Daniel Pinto, Jorge Johann, Rejane Johann

Resumo


A utilização da Língua Brasileira de Sinais – LIBRAS – se constitui em uma necessidade cada vez maior na educação dos surdos. Fica cada vez mais claro que o processo de inclusão dos surdos depende da aprendizagem de uma linguagem adequada em tempo certo. Assim, LIBRAS precisa ser ajustada como a língua materna de um surdo, a partir do momento em que a surdez é diagnosticada. No processo educativo formal, a língua de sinais precisa ser alinhada com a alfabetização da criança surda. Para isso, a formação de profissionais intérpretes se faz cada vez mais necessária e sua utilização nos espaços educativos se torna absolutamente indispensável para a educação e inclusão dos surdos, possibilitando assim o exercício da cidadania plena.

Palavras-chave


Ensino. Libras. Surdo. Tradutor.

Texto completo:

PDF