T-SEX: Jogo De Educação Preventiva Entre Pais E Filhos

Franklyn Jeferson costa de oliveira

Resumo


O presente projeto desenvolvido na disciplina Práticas de Psicologia II, na Universidade Tiradentes, teve como objetivo criar um protótipo de jogo facilitador do diálogo entre pais e filhos adolescentes sobre as relações amorosas e sexuais. Quanto ao método, adotou-se a revisão bibliográfica através de artigos publicados em periódicos de Enfermagem, Educação e Psicologia, além de cartilhas governamentais de saúde sexual, como procedimento inicial para seleção das temáticas para o jogo. Em seguida cada temática foi utilizada como descritor para a pesquisa e elaboração dos materiais do jogo. A partir da revisão, verificou-se a necessidade da elaboração do protótipo como auxiliador para o diálogo sobre sexo e relacionamentos, que ainda é tratado como tabu no núcleo familiar ou limita-se apenas às questões relativas à prevenção de IST e gravidez. Conclui-se que o T-Sex pode auxiliar os pais, profissionais da educação e da psicologia ao abordarem o tema das relações com adolescentes, visualizando-se a aplicação do jogo em grupos focais para uma análise qualitativa sobre a efetividade no contexto familiar e escolar.

Palavras-chave


Educação; jogos psicológicos; prevenção; sexo; sexualidade.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, A. C. C. H.; & CENTA, M. L. A família e a educação sexual dos filhos: implicações para a Enfermagem. Acta Paulista de Enfermagem, V. 22, n. 1, 2009.

ALVES, L.; BIANCHIN, M. A. O jogo como recurso de aprendizagem. Revista Psicopedagogia, v. 27, n. 83, p. 282-287, 2010.

ARAÚJO, A. V. S. et al. O papel dos pais na educação sexual de adolescentes: uma revisão integrativa. Revista da Universidade Vale do Rio Verde, v. 13, n. 2, p. 117-127, 2015.

BRANDÃO, E. R. Iniciação sexual e afetiva: exercício da autonomia juvenil. Família e sexualidade. Rio de Janeiro: Editora FGV, p. 63-86, 2004.

BRAZILIAN COMMITTEE SPECIALIZED IN SEXOLOGY OF FEBRASGO, BRAZILIAN ASSOCIATION OF STUDIES ON HUMAN SEXUALITY, (SBRASH). Sexuality Education in Schools. Rev. Bras. Ginecol. Obstet., Rio de Janeiro, v. 40, n. 12, p. 731-732, Dec. 2018.

CAMPO-ARIAS, A. Relaciones sexuales en adolescentes colombianos y las implicaciones para la salud pública: una revisión de la prevalencia y algunas variables asociadas. Medunab, v. 12, n. 2, p. 86, 2009.

ELLIOTT, S. Parents' constructions of teen sexuality: Sex panics, contradictory discourses, and social inequality. Symbolic Interaction, v. 33, n. 2, p. 191-212, 2010.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. São Paulo, v. 5, n. 61, p. 16-17, 2002.

GUIMARÃES, A. M. D.; VIEIRA, M. J.; PALMEIRA, J. A. Informações dos adolescentes sobre métodos anticoncepcionais. Revista Latino Americana de Enfermagem, v. 11, n. 3, p. 293-298, 2003.

GONZÁLEZ, V. et al. Comunicación familiar y toma de decisiones en sexualidad entre ascendientes y adolescentes. RLCSNJ, 2017.

GRÜBEL, J. M.; BEZ, M. R. Jogos educativos. Renote, v. 4, n. 2, 2006.

GURGEL, I. et al. A importância de avaliar a usabilidade dos jogos: a experiência do Virtual Team. Anais do SBGames, Recife, 2006.

JONES, D. E. Diálogos entre padres y adolescentes sobre sexualidad: discursos morales y médicos en la reproducción de las desigualdades de género. Interface - Comunicação, Saúde, Educação, v. 14, P. 171-82, 2010.

KAJULA, L. J. et al. Dynamics of parent–adolescent communication on sexual health and HIV/AIDS in Tanzania. AIDS and Behavior, v. 18, n. 1, p. 69-74, 2014.

KIERAS, D. User interface design for games. University of Michigan. 2006. Disponível em: . Acesso em: 06 de jun. 2019.

MOLINA, D. L.; TORRIVILLA, I. R.; SÁNCHEZ, Y. G. Significado de la educación sexual en contexto de diversidad de Venezuela. Electronic journal of research in education psychology, v. 9, n. 23, 2011.

NERY, I. S. et al. Abordagem da sexualidade no diálogo entre pais e adolescentes. Acta Paulista de Enfermagem, v. 28, n. 3, p. 287-292, 2015.

RESSEL, L. B., et al. A influência da família na vivência da sexualidade. Escola Anna Nery Revista de Enfermagem, v. 15, n. 2, p. 245- 250, 2011.

SALOMÃO, R.; SILVA, M. A. L.; CANO, M. A. T. Sexualidade do adolescente na percepção dos pais, sob a perspectiva de Foucault. Revista Eletrônica de Enfermagem, v. 15, n. 3, p. 609-618, 2013.

SAVEGNAGO, S. D. O.; ARPINI, D. M. A Abordagem do Tema Sexualidade no Contexto Familiar: o Ponto de Vista de Mães de Adolescentes. Psicologia Ciência e Profissão, v. 36, n. 1, p. 130-144, 2016.

SOUSA, L. B.; FERNANDES, J. F. P.; BARROSO, M. G. T. Sexualidade na adolescência: análise da influência de fatores culturais presentes no contexto familiar. Acta Paulista de Enfermagem, v. 19, n. 4, p. 408-13, 2006.