INDÍCIOS DE SÍNDROME DE BURNOUT EM PROFESSORES DO ENSINO SUPERIOR E SUAS CONSEQUÊNCIAS NA SAÚDE DO DOCENTE

Mara Dantas Pereira, Gardênia Gomes Iaghi da Silva, Andressa Pereira Meneses, Cleberson Franclin Tavares Costa

Resumo


O presente artigo analisa os principais fatores de indícios de Síndrome de Burnout (SB) em professores da rede de ensino superior e seu efeito sobre a saúde deste docente. O objetivo deste estudo foi investigar as principais manifestações da SB e de qual forma sua decorrência afeta a saúde mental do professor universitário. A partir de uma pesquisa qualitativa com fundamento em revisão sistemática da literatura. A conclusão deste estudo é no sentido de que traga novos subsídios para a comunidade acadêmica cientifica, sobre como o ambiente do ensino superior é propicio para o surgimento da SB em professores, e como está pode afetar na sua saúde mental e interferindo assim no seu trabalho e na sua qualidade de vida. Portanto, que por meio da realização de uma busca de dados, pôde-se constatar que existem forte relação entre a tendência de o discente como instituições universitárias sobrecarregar o docente com cobranças sob as tarefas acadêmicas, onde está sobrecarga pode desencadear prejuízos a saúde mental e física ao professor. Por fim, se faz necessário novas investigações de estudos voltados a estratégias de enfrentamento e prevenção da SB.

Palavras-chave


Síndrome de Burnout; Professores Universitários; Saúde do Docente

Texto completo:

PDF

Referências


BRICEÑO, J. C. El Síndrome Del Burnout Y Su Impacto En El Ejercicio De La Docencia Universitaria En Venezuela. Comunidad y Salud, v. 15, n. 2, p. 1–2, 2017.

CARLOTTO, M. S.; CÂMARA, S. G. Riscos psicossociais associados à síndrome de burnout em professores universitários. Avances en Psicología Latinoamericana, v. 35, n. 3, p. 447–457, 2017.

FERNANDES, G. C. P. S.; VANDENBERGUE, L. O Estresse, O Professor e o Trabalho Docente. Revista Labor, v. 1, n. 19, p. 75–86, 7 nov. 2018.

FREIRE, M. A. et al. Síndrome de Burnout: un estudio con profesores. Salud de los Trabajadores, v. 23, n. 1, p. 19–27, 2015.

MARENCO-ESCUDEROS, A. D.; ÁVILA-TOSCANO, J. H. Dimensions of Social Support Associated with Burnout in School Teachers. Pensamiento Psicológico, v. 14, n. 2, p. 7–18, dez. 2016.

MIGUEZ, V. DE A.; BRAGA, J. R. M. Estresse, síndrome de Burnout e suas implicações na saúde docente. Revista Thema, v. 15, n. 2, p. 704–716, 22 maio 2018.

OSORIO, L. M.; OVIEDO, L. M. F.; SALAZAR, J. A. A. Indicadores de Síndrome de Burnout en docentes de educación superior con contrato tiempo completo. Cuaderno de Investigaciones: Semilleros Andina, v. 0, n. 11, 25 out. 2018.

PRADO, R. L. DO et al. Avaliação da síndrome de Burnout em professores universitários. Revista da ABENO, v. 17, n. 3, p. 21–29, 15 set. 2017.

REIS, A. C. B. P. et al. Avaliação dos principais sintomas na detecção precoce da Síndrome de Burnout em Professores. CIPEEX, p. 1127–1137, 28 dez. 2018.

RODRÍGUEZ, M. C.; HINOJOSA, L. M. M.; RAMÍREZ, M. T. G. Evaluación Del Desempeño Docente, Estrés Y Burnout En Profesores Universitarios. Revista Electrónica “Actualidades Investigativas en Educación”, v. 14, n. 1, p. 1–22, 2014.