A ingestão de alimentos funcionais e sua contribuição para a diminuição da incidência de doenças

Andressa Meirelles Vidal, Danielle Oliveira Dias, Emanuelle Santana Melo Martins, Rafaela Santos Oliveira, Raphael Mattheus Santos Nascimento, Maria das Graças da Silva Correia

Resumo


O presente artigo teve como objetivo relacionar o consumo dos alimentos funcionais com a diminuição da incidência de doenças, inclusive crônico-degenerativas. Estes produzem efeitos fisiológicos ou metabólicos, através do desempenho de algum nutriente, na manutenção das funções do organismo humano.  Suas atuações vêm sendo estudadas, principalmente, nas patologias, como o câncer, diabetes, hipertensão, Mal de Alzheimer, doenças ósseas, cardiovasculares. O estudo bibliográfico deste tema tem sua relevância devido ao aumento da média de vida da população, o esclarecimento que proporciona sobre a relação entre a ingestão de uma alimentação adequada e equilibrada com a saúde e o interesse da população por uma melhor qualidade de vida. Alguns componentes químicos que dão funcionalidade aos alimentos são: carotenoides, flavonoides, ácidos graxos como ômega-3, probióticos, fibras dentre outros. É possível obtê-los com uma dieta a base de frutas, verduras, legumes, fibras, dentre outros. Alguns alimentos industrializados também podem ser considerados funcionais, porém, as concentrações destes nutrientes são muito baixas, o que não os tornam tão eficazes. De tudo isso, fica claro que o melhor é manter uma alimentação variada e equilibrada, para que o organismo possa estar prevenido contra patologias, e caso essas ocorram, o organismo possa reagir de maneira mais eficaz.


Palavras-chave


Alimentos Funcionais; Efeitos Fisiológicos; Efeitos Metabólicos; Prevenção de Doenças; Alimentação Adequada

Texto completo:

PDF