ENTRELAÇAMENTO ENTRE POSSIBILIDADES, AVANÇOS E CONTRIBUIÇÕES DA PSICANÁLISE PARA O AUTISMO

  • Jordan Prazeres Freitas da Silva Universidade Federal do Ceará
  • Érika Teles Dauer Universidade Federal do Ceará.
  • Anna Paula Fagundes Bezerra Centro Universitário Católica de Quixadá
  • Stânia Nágila Vasconcelos Carneiro Centro Universitário Católica de Quixadá
Palavras-chave: Autismo. Psicanálise. Primeira Infância.

Resumo

Este trabalho tem como objetivo compreender as possibilidades e os avanços da teoria e da técnica psicanalítica no trabalho com o autismo; apresentando a primeira infância e seus possíveis impasses ao desenvolvimento da criança; descrevendo as possibilidades da teoria psicanalítica na clínica infantil, a partir da ferramenta IRDI, de um caso clínico da psicanalista Marie-Christine Laznik. Sobre o método, a pesquisa é do tipo descritiva, de revisão bibliográfica. A análise e coleta de dados são alcançadas por meio de leitura crítica e analítica do pesquisador, que associa ideias da obra confrontando-as e discutindo-as, a partir do referencial de teóricos psicanalistas. Assim, percebe-se como a temporalidade está em um campo importante na psicanálise e como a família (cuidador) desempenha papel significativo na formação psíquica do sujeito. Partindo dessa perspectiva, apresenta-se como um dos resultados do avanço da psicanálise a ferramenta “Indicadores Clínicos de Risco para o Desenvolvimento Infantil” (IRDI), considerando que o valor do instrumento está em permitir a localização a tempo de riscos que, quando detectados e trabalhados em atendimento clínico, podem permitir à criança um processo de desenvolvimento com menos impasses. Ademais, através da pesquisa, é possível saber que existem no Brasil diversos programas e grupos de intervenção que trabalham com a temática do autismo na perspectiva psicanalítica.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Jordan Prazeres Freitas da Silva, Universidade Federal do Ceará
Graduado em Psicologia pelo Centro Universitário Católica de Quixadá - UNICATÓLICA (2018). Atualmente é aluno de Mestrado pelo Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública da Universidade Federal do Ceará (UFC). Pós-Graduado em Saúde Mental pelo Centro Universitário Católica de Quixadá. Pós-Graduado em Psicanálise pela Faculdade Vale do Novo Imigrante.
Érika Teles Dauer, Universidade Federal do Ceará.
Graduada em Psicologia pela Universidade de Fortaleza - UNIFOR (2012). Mestre em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará - UFC (2015). Atualmente é aluna do Programa de Pós-graduação em Psicologia da UFC (Doutorado)
Anna Paula Fagundes Bezerra, Centro Universitário Católica de Quixadá
Graduação em Psicologia pela Universidade Federal do Ceará (2001). Mestre em Políticas Públicas pela Universidade Estadual do Ceará (2011). Docente em Psicologia no Centro Universitário Católica de Quixadá.
Stânia Nágila Vasconcelos Carneiro, Centro Universitário Católica de Quixadá
Pós doutora em Educação pela Universidade do Minho - Portugal, em 2016;Pós doutorado em Docência e Investigação Universitaria pelo Instituto Universitário Italiano de Rosário - Argentina(em conclusão).Doutorado em Ciências da Educação pela Universidad Del Norte (2009),título revalidado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul em Junho de 2012.Graduação em Letras pela Universidade Federal do Ceará (1984), aperfeiçoamento em Ensino de Língua Portuguesa (1991) pela Universidade Federal do Ceará e especialista em Ensino do Português (1996) pela Universidade Estadual do Ceará, Mestre em Letras pela Universidade Federal do Ceará (2004)
Publicado
2020-05-27
Como Citar
Prazeres Freitas da Silva, J., Teles Dauer, Érika, Fagundes Bezerra, A. P., & Nágila Vasconcelos Carneiro, S. (2020). ENTRELAÇAMENTO ENTRE POSSIBILIDADES, AVANÇOS E CONTRIBUIÇÕES DA PSICANÁLISE PARA O AUTISMO. Interfaces Científicas - Humanas E Sociais, 8(3), 189-206. https://doi.org/10.17564/2316-3801.2020v8n3p189-206
Seção
Artigos