UMA ABORDAGEM PRAXIOLÓGICA SOBRE A PRODUÇÃO E REINVENÇÃO DO SENTIDO

  • Raphael Nascimento Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Pernambuco
Palavras-chave: Sentido, habitus, insegurança ontológica, profanação.

Resumo

Neste artigo insisto na possibilidade de interpretação do sentido por meio da investigação das práticas sociais. De início, explicito a produção do sentido através da síntese entre as ideias de Pierre Bourdieu acerca das práticas, destacando seu conceito de habitus, e as análises de Peter Berger e Thomas Luckmann sobre a construção social da realidade. Na segunda parte, sob inspiração do psiquiatra Ronald Laing, uso casos hipotéticos, para mostrar como o sentido é descontruído pelas experiências de insegurança ontológica. Ao final, aciono o conceito de profanação, de Giorgio Agamben, para pensar a reinvenção do sentido e seus desdobramentos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Raphael Nascimento, Programa de Pós-Graduação em Sociologia da Universidade Federal de Pernambuco
Graduado em Ciências Sociais (2017) pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte. Em 2018 ingressou no mestrado em Sociologia da Universidade Federal de Pernambuco.
Publicado
2020-04-15
Como Citar
Nascimento, R. (2020). UMA ABORDAGEM PRAXIOLÓGICA SOBRE A PRODUÇÃO E REINVENÇÃO DO SENTIDO. Interfaces Científicas - Humanas E Sociais, 8(3), 51-65. https://doi.org/10.17564/2316-3801.2020v8n3p51-65
Seção
Artigos