A PERCEPÇÃO DO ADOLESCENTE VÍTIMA DE VIOLÊNCIA SEXUAL SOBRE ESCUTA ESPECIAL

  • Eliane Maria Bezerra Universidade de Pernambuco
  • Lygia Maria Pereira da Silva Universidade de Pernambuco
  • Viviane Colares Andrade Amorim
Palavras-chave: Adolescente, Violência sexual, Escuta especial

Resumo

Este estudo teve como objetivo conhecer o significado atribuído pelo adolescente vítima de violência sexual à experiência de ter sido inquirido por meio do depoimento especial no Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE). Trata-se de uma pesquisa descritiva de caráter exploratório, com abordagem fenomenológica. Participaram da pesquisa 20 adolescentes entre 10 e 15 anos, vítimas nos processos que tramitam nas 1ª e 2ª Varas de Crimes contra Criança e Adolescente ouvidos na Central do Depoimento Acolhedor do TJPE. Foram realizadas entrevistas semiestruturadas e consulta aos autos processuais. A análise dos dados se deu a partir da análise de conteúdo, na sua modalidade temática. A análise interpretativa fenomenológica serviu de arcabouço teórico para a interpretação dos dados. Os resultados retratam o significado positivo da experiência de ser ouvido por meio da escuta especial. Mesmo tendo que relatar uma situação traumática e vivenciando sentimentos desagradáveis, os participantes revelaram ter se sentido acolhidos e respeitados, contexto que favoreceu o depoimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Eliane Maria Bezerra, Universidade de Pernambuco
Psicóloga pela Universidade Católica de Pernambuco. Especialista em Neuropsicologia pela Faculdade Redentor. Especialista em Terapia Cognitivo Comportamental pela Faculdade Frassinetti do Recife. Mestre em Hebiatria pela Universidade de Pernambuco. professora supervisora de estágio e de pós graduação em Psicoterapia Cognitivo Comportamental da Faculdade Esuda. Coordenadora do Criar - Setor Interprofissional de Atenção às crianças e adolescentes vítimas de violência do TJPE.
Lygia Maria Pereira da Silva, Universidade de Pernambuco
Graduada em Enfermagem pela Universidade de Pernambuco, mestre em Enfermagem pela Universidade Federal do Ceará, e doutora em ciências da saúde pela Universidade de São Paulo. Professora adjunta da Universidade de Pernambuco, coordenou o Núcleo de Estudos sobre Violência de 2013 a 2018, atualmente coordena o Programa de Pós-Graduação em Hebiatria da Faculdade de Odontologia de Pernambuco. Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase na Saúde do Adolescente, atuando principalmente nos seguintes temas: adolescência, violência, assistência integral, proteção integral, interdisciplinaridade, colaboração intersetorial.
Viviane Colares Andrade Amorim
Graduada em Odontologia pela Universidade Federal de Pernambuco (1987), mestrado em Odontopediatria pela Universidade de Pernambuco (1993) e doutorado em Odontopediatria pela Universidade de Pernambuco (1998). Realizou Pós-doutorado como bolsista da CAPES na University of Iowa, Estados Unidos, na área de Odontopediatria (2001). Exerceu o Cargo de Pró-reitora de Pós-graduação e Pesquisa da Universidade de Pernambuco no período de 2007 a 2014. Coordenou o Mestrado em Hebiatria - determinantes de saúde na adolescência, da UPE, entre 2005 a 2016. Atualmente é Professora Associada da Universidade de Pernambuco, atuando principalmente nos seguintes temas: comportamento da criança e adolescente, medo e ansiedade, dor, tratamento restaurador atraumático e condutas de risco à saúde.
Publicado
2019-09-04
Como Citar
Bezerra, E. M., Pereira da Silva, L. M., & Andrade Amorim, V. C. (2019). A PERCEPÇÃO DO ADOLESCENTE VÍTIMA DE VIOLÊNCIA SEXUAL SOBRE ESCUTA ESPECIAL. Interfaces Científicas - Humanas E Sociais, 8(2), 27-38. https://doi.org/10.17564/2316-3801.2019v8n2p25-36
Seção
Artigos