RELAÇÕES DE GÊNERO E TRABALHO DOCENTE: EXPERIÊNCIAS DE PROFESSORAS NO ENSINO FUNDAMENTAL

  • Anabela Maurício de Santana UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE
  • Maria Helena Santana Cruz
Palavras-chave: Gênero, Trabalho docente, Ensino fundamental, Identidade

Resumo

Este trabalho analisa sob a perspectiva de gênero, o sentido, o significado do trabalho, a valorização da qualificação e de novas competências para as professoras do Ensino Fundamental da Escola Estadual Professor Valnir Chagas na cidade de Aracaju/Se, destacando avanços obtidos na construção da identidade, na ampliação dos direitos e da cidadania. A metodologia recaiu na abordagem qualitativa por esta permitir a coleta e análise de dados de maneira aprofundada considerando-se os aspectos explícitos e implícitos do fenômeno estudado, além de proporcionar a explicitação das subjetividades. Foram consultadas diferentes fontes de informação: documentos, estatísticas oficiais, priorizando-se as fontes orais por meio de entrevistas semiestruturadas realizadas com sete professoras da referida escola. As docentes respondentes não mostram familiaridade com a abordagem de gênero; elas tendem a expressar representações naturalizadas sobre a construção das diferenças. A histórica divisão social e sexual do trabalho dificulta o processo de construção de identidades, e, por conseguinte a ampliação dos direitos e da cidadania. Mesmo diante das dificuldades enfrentadas, contraditoriamente elas consideram que os atributos de gênero não interferem na construção de seus projetos profissionais e vice-versa, definindo possibilidades de qualificação e mobilidade no mercado de trabalho.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Anabela Maurício de Santana, UNIVERSIDADE FEDERAL DE SERGIPE
Doutora em Educação pelo Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Federal de Sergipe. Mestrado em Educação pelo Programa de Pós Graduação em Educação da Universidade Federal de Sergipe, graduação em Serviço Social pela Universidade Tiradentes e Pedagogia pela Faculdade Regional de Filosofia, Ciências e Letras de Candeias, especialização em Didática e Metodologia do Ensino Superior pela Faculdade São Luís de França. Participa do Grupo de Pesquisa do CNPq: “Educação, Formação, Processo de Trabalho e Relações de Gênero” e do Grupo "Gênero, Família e Violência" - UNIT. Trabalha como Professora Tutora do Centro Universitário - UNINTA - Aracaju/SE.
Maria Helena Santana Cruz
Pós-Doutora em Educação pela Universidade Federal de Sergipe (UFS). Doutora e Mestra em Educação pela Universidade Federal da Bahia (UFBA), Lider do Grupo de Pesquisa: “Educação, Formação, Processo de Trabalho e Relações de Gênero” – UFS. Professora dos Programas de Pós-Graduação em Educação e Serviço Social da UFS.
Publicado
2020-12-04
Como Citar
Maurício de Santana, A. ., & Santana Cruz, M. H. (2020). RELAÇÕES DE GÊNERO E TRABALHO DOCENTE: EXPERIÊNCIAS DE PROFESSORAS NO ENSINO FUNDAMENTAL. Interfaces Científicas - Humanas E Sociais, 8(3), 462-475. https://doi.org/10.17564/2316-3801.2020v8n3p462-475
Seção
Artigos