VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA: DESAFIOS JURÍDICOS FRENTE À FALTA DE HUMANIZAÇÃO NO PARTO

  • Marina Rose Mendonça Pessoa Centro Universitário Tiradentes - Unit AL
  • Jessica Aline Caparica da Silva
Palavras-chave: Violência Obstétrica, Tipos de violência, Parto humanizado.

Resumo

O estudo tem como objetivo informar o que é violência obstétrica, identificar os tipos e avaliar o conhecimento das mulheres acerca do tema abordado. Espera-se, com esse trabalho, conscientizar as mulheres a respeito da violência obstétrica, ajudando-as a identificar atos que possam ser considerados violência e, também sensibilizar os profissionais de saúde a adotarem medidas para humanizar o parto, para proporcionar a essas mulheres o maior conforto possível durante o trabalho de parto e parto.

Biografia do Autor

Marina Rose Mendonça Pessoa, Centro Universitário Tiradentes - Unit AL
Graduanda em Direito na Unit AL.
Jessica Aline Caparica da Silva
Professora orientadora. Mestre em Direito Público. Professora de Direito da UNIT-AL

Referências

ANDRADE, Briena Padilha. AGGIO, Cristiane de Melo. Violência Obstétrica: a dor que cala. Universidade Estadual de Londrina, 2014. Disponível em: <http://www.uel.br/eventos/gpp/pages/arquivos/GT3_Briena%20Padilha%20Andrade.pdf>Acesso em: 27 ABR. 2020. AS FACES DA VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA. Disponível em: <https://www.ufrgs.br/jordi/172-violenciaobstetrica/violencia-obstetrica/> Acesso em: 05 JUN. 2020. DINIZ SG, Salgado HO, Andrezzo HFA, Carvalho PGC, Carvalho PCA, Aguiar CA, et al. Violência obstétrica como questão de saúde pública no Brasil: origens, definições, tipologia, impactos sobre a saúde materna e propostas para sua prevenção. JournalofHumanGrowthandDevelop. Disponível em: <http://pepsic.bvsalud.org/pdf/rbcdh/v25n3/pt_19.pdf> Acesso: 27 ABR. 2020. LEAL MC, Pereira APE, Domingues RMSM, Theme Filha MM, Dias MAB, Nakamura-Pereira M, Bastos MH, Gama SGN. Intervenções obstétricas durante o trabalho de parto e parto em mulheres brasileiras de risco habitual. CadSaude Publica 2014. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0102-311X2014001300005> Acesso em: 27 ABR. 2020. TESSER CD, KNOBEL R, ANDREZZO HFA, DINIZ SD. Violência obstétrica e prevenção quaternária: o que é e o que fazer. Rev. Bras. Med. Fam. Comunidade, 2015. Disponível em: <https://www.rbmfc.org.br/rbmfc/article/view/1013> Acesso em: 27 ABR. 2020.BRASIL. Ministério da Saúde (MS). Sentidos do nascer: percepções sobre o parto e nascimento. Disponível em: <http://www.sentidosdonascer.org/blog/2016/03/catalogo-da-exposicao/> Acesso em: 27 ABR. 2020

Publicado
2020-10-30
Como Citar
Pessoa, M. R. M., & da Silva, J. A. C. (2020). VIOLÊNCIA OBSTÉTRICA: DESAFIOS JURÍDICOS FRENTE À FALTA DE HUMANIZAÇÃO NO PARTO. Caderno De Graduação - Ciências Humanas E Sociais - UNIT - ALAGOAS, 6(2), 13. Recuperado de https://periodicos.set.edu.br/fitshumanas/article/view/8971
Seção
Artigos