ASPECTOS RELACIONADOS À MORTE DE GESTANTES POR SÍNDROMES HIPERTENSIVAS

  • Flávia Buarque Tenório Lopes Centro Universitário Tiradentes de Alagoas
  • Ana Paula Ferreira Bezerra
  • Maíza Santana de Moraes
  • Alba Maria Bomfim de França
Palavras-chave: Mortalidade materna. Hipertensão induzida pela gravidez. Cuidado pré-natal. Complicações na gravidez. Enfermagem.

Resumo

Tratou-se de uma revisão integrativa que objetivou identificar os aspectos relacionados à morte de gestantes por Síndromes Hipertensivas. A busca dos artigos foi realizada em quatro bases de dados eletrônicas da Biblioteca Virtual de Saúde (BVS). Os resultados indicaram deficiências no pré-natal, no comparecimento e demora na procura dos serviços de saúde pelas gestantes, na qualificação dos recursos humanos e materiais. As síndromes hipertensivas continuam sendo a principal causa de mortalidade materna em países não desenvolvidos, constituindo-se um problema grave de saúde pública, diretamente relacionada às classes socioeconômicas desfavorecidas. Concluiu-se que existe comprometimento na consolidação das leis e políticas publicas e na assistência à saúde das gestantes.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Brasil. Ministério da Saúde. Secretaria de Atenção à Saúde. Departamento de Atenção Básica. Atenção ao pré-natal de baixo risco. – Brasília:

Editora do Ministério da Saúde, 2012. Disponível em: <http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/cadernos_atencao_basica_32_prenatal.pdf>. Acesso: 17 de mar. 2016.

BRITO, K. K. G. et al. Prevalência das síndromes hipertensivas específicas da gestação (SHEG). J. res.: fundam. care. online 2015. jul./set. 7(3):2717-2725. Disponível em: <http://www.seer.unirio.br/index.php/cuidadofundamental/article/download/3749/pdf_1611>. Acesso: 21 de mar. 2016

GALVÃO, C.M.; SAWADA, N. O.; MENDES, I.A.C. A busca das melhores evidências. Rev Esc Enferm USP 2003; 37(4):43-50. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/reeusp/v37n4/05.pdf>. Acesso: 26 de mai. 2016.

MENDES, K.D.S.; SILVEIRA, R.C.C.P.; GALVÃO, C.M. revisão integrativa: método de pesquisa para a incorporação de evidências na saúde e na enfermagem. Texto Contexto Enferm, Florianópolis, 2008 Out-Dez; 17(4): 758-64. Disponível em: < http://www.scielo.br/pdf/tce/v17n4/18.pdf>. Acesso: 26 de mai. 2016

MOODLEY, J. Maternal deaths associated with hypertension in South Africa: lessons to learn from the Saving Mothers report, 2005-2007. Cardiovasc J Afr. 2011 Jan-Feb;22(1):31-5. doi: CVJ-21.026. Disponível em:< http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pubmed/21298203>. Acesso: 14 de mai. 2016

RICHARD-EDWARDS, J.W. et al. Pregnancy Characteristics and Women's Future Cardiovascular Health: An Underused Opportunity to Improve Women's Health? Epidemiol Rev. 2014; 36(1): 57–70. Disponível em: < http://www.ncbi.nlm.nih.gov/pmc/articles/PMC3873841/ >. Acesso: 02 de mai. 2016

SÃO PAULO (Estado). Comitê de Mortalidade Materna do Município de São Paulo. Relatório do Estudo de Casos de Mortalidade Materna no Município de São Paulo durante o ano de 1999. São Paulo, 1999. 29 p. Disponível em: <http://www.prefeitura.sp.gov.br/cidade/secretarias/upload/saude/arquivos/mulher/RelMortMaterna99.pdf>. Acesso: 17 de mar. 2016.

SOCIEDADE BRASILEIRA DE CARDIOLOGIA. SOCIEDADE BRASILEIRA DE HIPERTENSÃO. SOCIEDADE BRASILEIRA DE NEFROLOGIA. VI Diretrizes Brasileiras de Hipertensão. Rio de Janeiro, 2010. Disponível em: < http://publicacoes.cardiol.br/consenso/2010/Diretriz_hipertensao_associados.pdf >. Acesso: 17 de mar. 2016

SOUSA, D. M. N. et al. Mortalidade materna por causas hipertensivas e hemorrágicas: análise epidemiológica de uma década. Rev enferm UERJ, Rio de Janeiro, jul/ago; 22(4):500-6. Disponível em: <http://www.facenf.uerj.br/v22n4/v22n4a11.pdf >. Acesso: 01 de jun. 2016.

ZANETTE, E. et al. Maternal near miss and death among women with severe hypertensive disorders: a Brazilian multicenter surveillance study. Reproductive Health. Reprod Health. 2014;11(1):4. Disponível em: <https://reproductive-health-journal.biomedcentral.com/articles/10.1186/1742-4755-11-4>. Acesso: 05 de mai. 2016.

Publicado
2018-02-15
Como Citar
Lopes, F. B. T., Bezerra, A. P. F., Moraes, M. S. de, & França, A. M. B. de. (2018). ASPECTOS RELACIONADOS À MORTE DE GESTANTES POR SÍNDROMES HIPERTENSIVAS. Caderno De Graduação - Ciências Biológicas E Da Saúde - UNIT - ALAGOAS, 4(2), 163. Recuperado de https://periodicos.set.edu.br/fitsbiosaude/article/view/4495
Seção
Artigos