CARACTERIZAÇÃO DO PERFIL LABORATORIALEPIDEMIOLÓGICO DE PACIENTES ACOMETIDOS POR TUBERCULOSE NA UNIDADE DE SÁUDE DA FÁMILIA SÍTIO JAGUARIBE

  • Luanna de Ângelis Correia de Sousa Acadêmica do curso de Bacharelado em Biomedicina do Centro Universitário Tiradentes de Pernambuco – UNIT/PE.
  • Danyele Costa de Mello Acadêmica do curso de Bacharelado em Biomedicina do Centro Universitário Tiradentes de Pernambuco – UNIT/PE.
  • Sara Tereza Farias da Silva Acadêmica do curso de Enfermagem do Centro Universitário Tiradentes de Pernambuco.
  • Ana Beatriz Giles Guimarães Acadêmica do curso de Biomedicina, pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE.
  • Marcela Pereira Salazar Mestre em Saúde pública pelo Instituto Aggeu Magalhães/Fiocruz-PE; Sanitarista da Secretária do Estado vde Pernambuco.
  • João Paulo de Lucena Laet Acadêmico em Ciências Biológicas pela Universidade Federal Rural de Pernambuco – UFPE.
  • Carlos Eduardo de Oliveira Costa Júnior Biólogo; Doutor em Tecnologias Energéticas e Nucleares; Professor Titular I do Centro Universitário Tiradentes de Pernambuco – UNIT/PE.
Palavras-chave: Tuberculose. Índice de Desenvolvimento Humano. Fatores Socioeconômicos

Resumo

A tuberculose (TB) é uma doença infectocontagiosa causada pelo Mycobacterium tuberculosis (MTB), o qual acomete um somatório exorbitante de pessoas por tratar-se de uma enfermidade de fácil propagação. A principal via de transmissão da bactéria ocorre por meio do ar, por inalação de gotículas de saliva dispersas no ambiente. A TB é uma das doenças prioritárias na saúde pública a nível mundial e brasileiro e, a probabilidade que um indivíduo seja infectado depende de vários fatores, dentre eles, as condições socioeconômicas, pobreza, desnutrição e más condições sanitárias são descritas como uma das principais causas da disseminação e gravidade da doença. No Brasil, em 2017, foram notificados 69.569 novos casos, obtendo um coeficiente de incidência igual a 33,5 casos/100 mil habitantes e, nesse mesmo ano, o Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) foi igual a 0,759. Pernambuco aparece na terceira posição dentre todos os estados brasileiros acometidos pela enfermidade e obteve IDH de 0,673. Visto que muitos casos registrados por MTB está relacionado aos fatores socioeconômicos e que a TB é considerada uma doença negligenciada, o objetivo deste trabalho foi caracterizar o perfil laboratorial e epidemiológico dos pacientes oriundos da Unidade da Saúde e da Família (USF) de Jaguaribe, no município de Abreu e Lima. O método adotado, inicialmente, foi o descritivo argumentativo, o qual contou com revisão de literatura de artigos fundamentais para o desenvolvimento da pesquisa. A coleta dos dados dos pacientes foi fornecida pela Unidade de Saúde da Família do Sítio Jaguaribe, localizada no município de Abreu e lima impugnado pela enfermeira chefe da USF. Foi feito um questionário acerca dos pacientes notificados, os quais, posteriormente, foram analisados. No município de Abreu e Lima, localizado na região metropolitana do Recife, que detém um IDH de 0,679, recentemente, foram notificados seis novos casos de infecção pelo MTB, na USF, sendo eles 2 mulheres e 6 homens, com idades variadas e exames sugestivos para TB. O tratamento foi feito de acordo com o que está preconizado pelo Ministério da Saúde e, a maioria dos casos confirmados são de tuberculose pulmonar. Levando em consideração os fatores socioeconômicos, todos os pacientes residem em situação desprovida de infraestrutura, levando a crer que esse também é um importante fator para a continuidade da disseminação da doença.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-08-12
Como Citar
Sousa, L. de Ângelis C. de, Mello, D. C. de, Silva, S. T. F. da, Guimarães, A. B. G., Salazar, M. P., Laet, J. P. de L., & Júnior, C. E. de O. C. (2019). CARACTERIZAÇÃO DO PERFIL LABORATORIALEPIDEMIOLÓGICO DE PACIENTES ACOMETIDOS POR TUBERCULOSE NA UNIDADE DE SÁUDE DA FÁMILIA SÍTIO JAGUARIBE. Caderno De Graduação - Ciências Biológicas E Da Saúde - UNIT - PERNAMBUCO, 4(2), 49. Recuperado de https://periodicos.set.edu.br/facipesaude/article/view/7743
Seção
Artigos