IMPORTUNAÇÃO SEXUAL: O MACHISMO ANTECEDE A VIOLÊNCIA

  • Lavínya Almeida de Melo
  • Maria Carmen Chaves

Resumo

O presente artigo visa uma análise acerca da construção dos padrões sexistas na sociedade brasileiro. Por meio deste estudo será possível visualizar como machismo precede a violência, atribuindo enfoque primordial ao feminino como vítima e masculino como agressor, conforme é na maioria dos casos que chegam a serem denunciados. Ademais, com a gradativa inserção da mulher em atividades que, comumente não lhes era atribuída, será visualizado a mudança de concepção e, consequentemente a intolerância contra a violência. Deste modo, destaca-se a importância do Decreto-Lei 13.718/2018, que passou a tipificar a importunação sexual, distinguindo das hipóteses se assédio e estupro.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Lavínya Almeida de Melo
Acadêmica do 6° período em bacharelado no curso de Direto – UNIT/PE.
Maria Carmen Chaves
Doutora e Mestra pela Universidade Federal de Pernambuco – UFPE; Graduação em Comunicação Social e Jornalismo pela Universidade Católica de Pernambuco – UNICAP. Professora adjunta do Centro Universitário Tirantes – UNIT.
Publicado
2020-12-14
Como Citar
Almeida de Melo, L. ., & Carmen Chaves, M. . (2020). IMPORTUNAÇÃO SEXUAL: O MACHISMO ANTECEDE A VIOLÊNCIA. Caderno De Graduação - Humanas E Sociais - UNIT - PERNAMBUCO, 4(3), 83. Recuperado de https://periodicos.set.edu.br/facipehumanas/article/view/9885
Seção
Artigos