O TUTORIAL (MENTORING) NA FORMAÇÃO DO ENFERMEIRO

  • Ana Paula Rebelo Aquino Rodrigues Centro Universitário Tiradentes - UNIT/AL
  • Maria Viviane Lisboa de Vasconcelos Universidade Federal de Alagoas
  • Renato Santos Rodarte Universidade Federal de Alagoas
Palavras-chave: Tutorial, Metodologias, Aprendizagem.

Resumo

Este estudo propôs demonstrar o tutorial (mentoring) como metodologia de aprendizagem para a formação em Enfermagem. Realizou-se um Estudo de Caso com abordagem metodológica quantitativa e qualitativa. Os sujeitos da pesquisa foram os estudantes do segundo e quinto ano de um curso em enfermagem. A construção dos dados se deu por meio de um questionário estruturado e descrição de uma situação-problema. Os dados quantitativos foram analisados pelo teste não paramétrico de Kruskal Wallis e os dados construídos por meio da resposta à  situação problema foram submetidos a  análise de conteúdo. Os resultados mostraram a contribuição positiva do tutorial na formação do enfermeiro possibilitando o desenvolvimento de um pensamento crítico e mais autonomia ao tratar da realidade.  

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Viviane Lisboa de Vasconcelos, Universidade Federal de Alagoas

Doutora em Saúde da criança e do adolescente
Professora adjunta da Universidade Federal de Alagoas
Doutora em Saúde da criança e do adolescente
Professora adjunta da Universidade Federal de Alagoas

Renato Santos Rodarte, Universidade Federal de Alagoas

Doutor em Ciências Morfológicas

Professor adjunto IV da Universidade Federal de Alagoas

Referências

ARGÜIS, R. et al. Tutoria: com a palavra, o aluno. Tradução: Fátima Murad. Porto Alegre: Artmed, 2002. v. 6.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Tradução de Luis Antero Reto e Augusto Pinheiro. São Paulo: Edições 70, 2011.

BELLODI, P. L.; MARTINS, M. A. Tutoria: mentoring na formação médica. São Paulo: Casa do Psicólogo, 2005.

BRASIL. Lei nº 8.080, de 19 de setembro de 1990. Dispõe sobre as condições para promoção, proteção e recuperação da saúde, a organização e o funcionamento dos serviços correspondentes e dá outras providências. Diário Oficial [da] República Federativa do Brasil, Brasília, DF, 20 set. 1990. Disponível em < http://conselho.saude.gov.br/ legislacao/lei8080_190990.htm>. Acesso em: 26 out. de 2011.

COLARES, M. F. A. Construção de um instrumento para avaliação das atitudes de estudantes de medicina frente a aspectos relevantes da prática médica. RBEM. Rio de Janeiro, v. 26, n. 194 p. 194-203, set./dez. 2002.

FERNANDES, J. D. et al . Diretrizes curriculares e estratégias para implantação de uma nova proposta pedagógica. Rev. Esc. Enferm. USP, São Paulo, v. 39, n. 4, dez. 2005. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S008062342005 000400011&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 8 set. 2012. http://dx.doi.org/10.1590/S0080 62342005000400011.

FEURWERKER, L.C.M. Educação dos profissionais de saúde hoje- problemas, desafios, perspectivas e as propostas do Ministério da Saúde. Revista da Associação Brasileira de Ensino Odontológico: Paraná, 2003. p. 24-27

FREIRE, P. Educação e mudança. Tradução: Moacir Gadotti e Lilian Lopes Martin, Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1983.

GOMES, M. P. C. et al . O uso de metodologias ativas no ensino de graduação nas ciências sociais e da saúde: avaliação dos estudantes. Ciênc. Educ. (Bauru), Bauru, v. 16, n. 1, 2010. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S151673132010000100011&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 7 jun. 2013. http://dx.doi.org /10. 1590/S1516-73132010000100011.

GOPEE, N. Mentoring and supervision in healthcare. 2. ed. London: SAGE, 2011.

KOMATSU, R. S. et al. Guia do processo de ensino-aprendizagem: aprender a aprender. 4. ed. Marília: Faculdade de Medicina de Marília, 2003.

MITRE, Sandra Minardi et al . Metodologias ativas de ensino-aprendizagem na formação profissional em saúde: debates atuais. Ciênc. Saúde Coletiva, Rio de Janeiro , v. 13, supl. 2, Dec. 2008. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1-41381232008000900018&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 18 mar. 2014. http://dx.doi.org/

1590/S1413-81232008000900018.

NOBREGA-THERRIEN, S. M. et al . Projeto Político Pedagógico: concepção, construção e avaliação na enfermagem. Rev. Esc. Enferm. USP, São Paulo, v. 44, n. 3, Sept. 2010 . Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0080-62342010000300018&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 07 jun. 2013. http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342010000300018.

RIBEIRO, J. G. C. G. Prática docente: intervenções de facilitação nos processos de aprendizagem. Maceió: EDUFAL, 2009.

SANTANA, C.S. et al . Reflexões sobre a prática de tutoria com estudantes de terapia ocupacional. Trab. Educ. Saúde, Rio de Janeiro, v. 7, n. 1, June 2009 . Disponível em: from <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S198177462009000100009 &lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 4 nov. 2013. http://dx.doi.org/10.1590/S198177462009 000100009.

SANTOS, S. S.C. Perfil de egresso de Curso de Enfermagem nas Diretrizes Curriculares Nacionais: uma aproximação. Rev. Bras. Enferm., Brasília, v. 59, n. 2, Apr. 2006 . Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S00347167200 6000200018&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 7 jun. 2013. http://dx.doi.org/10.1590/S0034 71672006000200018.

SAUPE, R.; GEIB, L.T. C. Programas tutoriais para os cursos de enfermagem. Rev. Latino-Am. Enfermagem, Ribeirão Preto, v. 10, n. 5, Oct. 2002 . Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S010411692002000500015&lng=en&nrm=iso>. Acesso em: 8 set. 2012. http://dx.doi.org/10.1590/S0104-11692002000500015.

SILVA, M.G. et al . Processo de formação da(o) enfermeira(o) na contemporaneidade: desafios e perspectivas. Texto Contexto - Enferm., Florianópolis, v. 19, n. 1, Mar. 2010 . Disponível em: http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S01047072010000 100021&lng=en&nrm=iso>. Acesso em 7 jun. 2013. http://dx.doi.org/10.1590/S01040707 2010000100021.

ZABALA, A. A prática educativa: como ensinar. Tradução: Ernani F. da F. Rosa. Porto Alegre: Artmed, 1998.

Publicado
2020-06-04
Como Citar
Rodrigues, A. P. R. A., Vasconcelos, M. V. L. de, & Rodarte, R. S. (2020). O TUTORIAL (MENTORING) NA FORMAÇÃO DO ENFERMEIRO. Interfaces Científicas - Educação, 8(3), 274-290. https://doi.org/10.17564/2316-3828.2020v8n3p274-290
Seção
Artigos