ANÁLISE DE ACIDENTES NO TRANSPORTE E TRANSFERÊNCIA DO PETRÓLEO E DERIVADOS EM OPERAÇÕES SHIP TO SHIP NO BRASIL

  • Alisson Nascimento De Oliveira Acadêmico do curso de graduação de Engenharia de Petróleo – UNIT.
  • Wallace Gonçalves Pereira Acadêmico do curso de graduação de Engenharia de Petróleo – UNIT.
  • Sandro Luis Medeiros Especialista; Professor do curso de graduação de Engenharia de Petróleo – UNIT.
Palavras-chave: Petróleo. Acidentes. ShiptoShip.

Resumo

A maior parte da produção de petróleo no Brasil tem seu transporte e transferência realizados por navios petroleiros até os seus respectivos destinos.Entende-se por operação STS (ship to ship), o transbordo de carga de petróleo e seus derivados entre embarcações, transferindo ou transportando a devida carga, localizadas em águas jurisdicionais brasileiras, podendo ocorrer com as embarcações em movimento ou fundeadas. Através de uma metodologia analista, de característica qualitativa e quantitativa, levantando informações sobre as operações STS na costa brasileira, mas focando nas situações danosas da operação, baseando-se nos levantamentos bibliográfico e documental.O objetivo principal é selecionar os acidentes ocorridos no Brasil, no período de 1998 a 2019, analisando os acidentes dentro do contexto da operação com relação aos tipos, causas, impactos e a gravidade das vítimas.Para obter as informações desejadas, foi buscado nos órgãos federais que regulamentam e fiscalizam o processo de transporte de petróleo aquaviário, como também órgãos ambientais. Ao total foram registrados 42 acidentes em alto mar, três deles estão ligados à operação de transbordo de petróleo e combustíveis derivados. As operações com O&G proporciona grande risco de explosões e incêndios, onde 67% dos registros ocorreram os fatores citados. Cerca de 70% dos acidentes analisados provocaram impacto ao meio ambiente.O índice de fatalidade nesses acidentes é altíssimo, visto que 100% dos casos levaram pessoas a óbito ou trouxeram danos à saúde, o que reforça a cautela a ser aplicada em relação aos procedimentos de segurança. Devido ao aumento da produtividade, o desenvolvimento de novas tecnologias, e a capacitação profissional as operações STS se tornam muito recomendadas e essenciais ao setor de O&G.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2020-09-07
Como Citar
Oliveira, A. N. D., Pereira, W. G., & Medeiros, S. L. (2020). ANÁLISE DE ACIDENTES NO TRANSPORTE E TRANSFERÊNCIA DO PETRÓLEO E DERIVADOS EM OPERAÇÕES SHIP TO SHIP NO BRASIL. Caderno De Graduação - Ciências Exatas E Tecnológicas - UNIT - SERGIPE, 6(2), 164. Recuperado de https://periodicos.set.edu.br/cadernoexatas/article/view/9618
Seção
Artigos